Notícias

09/12/2017JORNADEAR

Jornadear

  Nesta jornada retilínea chamada vida tem três fases: o passado, o presente e o futuro. É bem verdade que o nosso comportamento e o nosso olhar diante desses tempos pode ser proveitoso ou trazer-nos distúrbios como depressão, stress e ansiedade.

  Já é dezembro e minha intuição diz que nesse mês de despedida de mais um ano e recomeço de uma nova etapa falemos dos pensamentos positivos, daquilo que nos impulsiona para frente. Nessa perspectiva, vamos voltar nosso olhar para as situações, simplesmente. Até porque acredito que não há males, temos, apenas, situações.

  Muito enfocamos em viver o momento presente intensamente para que vivamos verdadeiramente. Essa máxima é muito preciosa e quem conseguir concretizá-la encontrou um tesouro... O tesouro de não desperdiçar o tempo, mas ouso contrariá-la em parte. Calma, respire um pouco e escute o que tenho a dizer. Quem sabe você concorda comigo?

  O momento presente é tudo o que temos, porém somos a construção de todas as experiências vivenciadas no passado e só é possível seguir adiante quando se está bem resolvido com aquilo que faz parte da nossa essência. Para isso, é preciso revisitar o passado, perguntar, duvidar e só então compreender a nossa historia.

  Passar uma borracha em tudo o que foi construído até hoje para dedicar-se somente ao agora me parece uma grande frivolidade porque não há como eliminar a construção, a memoria, os sentimentos de uma vida. Veja bem, não estou dizendo que devemos viver em estado de melancolia, imersos no passado.

  Estou convidando-lhe a viajar para aquele lugar privativo, o seu eu interior. Assim, você poderá entender o que lhe trouxe até aqui. Aproveite e faça as pazes com essa memoria. Abrace os acontecimentos positivos (eles são motivos de honra e glória). Quanto aos negativos, vale a reflexão das circunstancias que aconteceram e fica o ensinamento.

  Agora sim, diante dessa consciência é possível aterrissar verdadeiramente neste instante, sem o peso de acontecimentos mal interpretados e viver a alegria do presente, construindo o futuro que virá. Esperança para cada dia e fé para o invisível. Considere!

  Raquel Souza Dias.


+ mais

Ver as últimas notícias

02/12/2017
LEI DE MURPHY?

  Lei de Murphy?

  Há quase dois séculos reina entre os vernáculos populares a chamada “Lei de Murphy”, a qual afirma categoricamente que aquilo que puder dar errado, dará. O fato é que as gerações cada vez mais vêm repetindo essa ideia e vamos acreditando que o universo conspira contra toda existência.

  Parando para pensar, é bem verdade que essa máxima parece ser absoluta, ainda mais falando no Brasil, com as pessoas maliciosas em nossa volta querendo dar-se bem a qualquer custo e, claro, fazendo valer o manjado “jeitinho brasileiro” que extrai vantagem em tudo, em todas as possibilidades.

  Essa forma de encarar o país ou o mundo é, na verdade, fonte de contaminação da convivência neste universo. Afinal, aqui vivemos e conseguimos produzir frutos, encontrar a felicidade, conviver uns com os outros e o mais importante: seguir adiante. Sempre!

  Devemos redirecionar o nosso olhar, esquecer essa pieguice da Lei de Murphy e enxergar aquilo que proporciona a real existência: a bondade. Refletir sobre esse tema é como fazer uma massagem na esperança de cada um de nós. O reconforto de sua existência nos coloca de volta ao jogo da vida.

  Não precisa procurar pessoas reconhecidas pelo premio Nobel da paz para detectar a bondade. Ela é um fruto de cada ser vivo e está em toda parte, basta deixarmos florescer! Assim como a moeda tem dois lados, o ser humano também: o lado bom e o lado mau. Mas isso já virou trivialidade há muito tempo, então vamos ressignificar o termo bem pelo termo bondade.

  A partir do momento que esquecemos a competitividade externa e olhamos para os frutos individuais que podemos dar, tudo fica leve, suave, com um toque de alegria descompromissada. O bem que fazemos volta a nós mesmos. Pode não ser hoje, mas um dia voltará, fique certo disso. Enquanto isso, os sentimentos de maldade, vingança, covardia e maldade cada vez mais aquecem o mundo como gases do efeito estufa.

  Diante das chagas humanas talvez pareça ingenuidade falar em bondade, mas eu arrisco dizer que ingenuidade mesmo é acreditar numa versão pessimista do cosmos e destruir toda a chance de ser a sua melhor versão. Pense bem!

  Raquel Souza Dias.



25/11/2017
Cosmopolita... Somos!

Cosmopolita... Somos!

  Numa sexta-feira ao final da tarde paro para respirar e tentar digerir o turbilhão de ideias que inunda minha mente. Não sei se é o período de festas que se aproxima, mas sinto-me especialmente inspirada, com o pensamento pulsante.

  Analisando melhor, pude perceber mais claramente que nada tem haver com período do ano, e sim com a condição de seres urbanos que somos. Imersos na rotina agitada, somos vitimas do tempo cada vez mais curto. Como assim? As horas são as mesmas! Não há outra justificativa, senão a quantidade exorbitante de informação que digerimos ao longo do dia.

  Estou falando isso para canalizar ao lado bom desse mundo efêmero e não como uma critica. Afinal, o que é hoje pode não fazer mais sentido amanhã. Podemos pensar num firmamento abstrato, no qual as coisas e as pessoas (muitas delas) são como se fosse liquidas, sendo difícil palpá-las.

  Calma! É nesse contexto de incertezas que você pode aproveitar toda a densidade de informação e construir-se enquanto ser humano, mais ainda, enquanto ser civilizado. Todo tempo somos convidados a escolher entre dois caminhos: o tradicional e o moderno, o requinte e a praticidade, a educação e o egoísmo, o tempo bem aproveitado e o tempo curto...

  Vou descartar a ousadia de querer enquadrar-lhe num modelo ideal, contudo permita-se fluir pelo pensamento de que há sempre dois lados da moeda e as escolhas são necessárias. Sempre! Bem, que somos parte de uma sociedade avassaladoramente urbana, todos sabemos. Inclusive, acho isso ótimo... Um verdadeiro centro de oportunidades.

  O que não podemos é comprar o ideal do mundo liquido e acreditar que não fazemos diferença (somos apenas mais um). Na verdade, tudo é uma questão de ponto de vista, pois cada parte constitui o todo e cada parte pode ter a sua individualidade e suas características próprias.

  Diga não à ideologia classificatória do ser humano como um numero e assuma sua pessoalidade para fazer brilhar sua natureza perante suas ações. Lembre-se: há sempre dois caminhos e você é quem escolhe!

  Raquel Souza Dias.



19/11/2017 NightFever - Um Encontro Pessoal com Deus
18/11/2017 BRILHO ESTELAR... Talvez o segredo esteja onde você menos espera.
11/11/2017 FELICIDADE... Um convite à energia do verde!
Ver todas

Eventos

26/11/2017Primeiro Encontro de Namorados com Cristo - 26/11/17

A Pastoral Familiar de nossa Paróquia realizou o Primeiro Encontro de Namorados com Cristo - ENAC, no último domingo desse mês (26/11/17). O encontro aconteceu no Centro Pastoral de Santo Afonso, a partir das 10 horas e encerrou-se com a Missa dominical celebrada na Igreja de Santo Agostinho às 17h30. O celebrante foi o vigário paroquial, Padre Carlos Sávio.

O evento idealizado pela Pastoral Familiar, teve palestras, dinâmicas, rodas de conversas, com temas que abordam o NAMORO como processo de construção para um amor saudável e equilibrado que respeita as diferenças e faz crescer os vínculos de unidade entre o casal.

Fotos - Agentes da Pastoral Familiar.

+ mais

Ver os últimos eventos

16/11/2017
NightFever Natal, um encontro íntimo com Cristo

Na terça-feira (14), véspera de feriado, durante toda uma noite iluminada, ocorreu a quinta edição do NIGHTFEVER NATAL. Cerca de 1200 pessoas, entre voluntários e participantes, lotaram a igreja Santo Agostinho, no conjunto dos Professores e seus arredores. 

Rostos marcados pelo desejo de um encontro íntimo com Cristo entravam e saiam a todo momento das proximidades do altar. 

As velas que eram acesas por cada fiel e iluminavam o local, traziam desejos e anseios daqueles que estiveram presentes durante a noite de adoração.

“O que me trouxe aqui nesta noite foi a vontade de confortar meu coração.”, conta a jovem Adhara Gois que veio pela primeira vez e se surpreendeu com a estrutura do evento. 

Já Larissa Dantas, de apenas 13 anos, nos contou que estava ali por sua proximidade com Deus. “Eu me sinto muito próxima e sinto que Ele está muito próximo a mim também!”. 

O evento que deu início às 22h com uma missa dinâmica e cheia de louvor, celebrada pelo vigário paroquial, Padre Carlos Sávio, foi seguido pela adoração que contou com a participação do cantor católico Diego Fernandes

Por todo a noite era possível perceber a presença de Jesus nos rostos alegres de quem lá circulava. A jovem Sânzia Mirelly que participava e servia pela primeira vez, contou que estava muito feliz. “Está sendo incrível! Espero que seja uma noite emocionante para todos e que as pessoas sintam o amor de Deus.”.

Além disso, do lado de fora da igreja haviam grupos em workshops e uma lanchonete totalmente composta por voluntários da paróquia. 

O evento que teve bastante público do início ao fim, terminou às 5h da manhã. E embora o cansaço dos voluntários, o retorno com sorrisos e mensagens de agradecimento refletiram como servir ao senhor é sempre a maior recompensa.


15/11/2017
EJAC realiza o último Pós-Encontro de 2017

O EJAC - Encontro de Jovens Amigos de Cristo - movimento destinado a jovens com idade entre 24 e 34 anos, realizou o último Pós-Encontro do ano.

A Equipe Dirigente programou uma interação entre os presentes, com dinâmicas e brincadeiras envolvendo todos.

Também foi apresentado um vídeo com uma retrospetiva do que aconteceu no decorrer do ano, com imagens dos momentos vividos em grupos e depoimentos dos casais coordenadores, deixando os jovens emocionados.

Ao final, foi servido o tradicional lanche coletivo.

Fotos - Eloi Cirne - Pascom


30/10/2017 COPA BEM ESTAR SANTO AFONSO - INSCRIÇÕES
21/10/2017 Paróquia realiza Festa à Fantasia
14/10/2017 Paróquia realiza evento com crianças de escola pública na manhã desse sábado (14/10/17)
Ver todos

Horário das missas

Igreja Santo Afonso

Segunda a sexta19h
Domingo8h - 19h

Igreja Santo Agostinho

Terça a sexta17h30
Sábado19h30
Domingo11h - 17h30

Capela do Campus

Domingo7h30 - 18h30 - 20h




Paróquia Santo Afonso
Av. Santos Dumont, S/N, Mirassol, Natal-RN afonsinforme@gmail.com
Tel: 84 3615-2855
December 13, 2017, 3:16 am

kflauber@gmail.com