Noticias

02/12/2017LEI DE MURPHY?

  Lei de Murphy?

  Há quase dois séculos reina entre os vernáculos populares a chamada “Lei de Murphy”, a qual afirma categoricamente que aquilo que puder dar errado, dará. O fato é que as gerações cada vez mais vêm repetindo essa ideia e vamos acreditando que o universo conspira contra toda existência.

  Parando para pensar, é bem verdade que essa máxima parece ser absoluta, ainda mais falando no Brasil, com as pessoas maliciosas em nossa volta querendo dar-se bem a qualquer custo e, claro, fazendo valer o manjado “jeitinho brasileiro” que extrai vantagem em tudo, em todas as possibilidades.

  Essa forma de encarar o país ou o mundo é, na verdade, fonte de contaminação da convivência neste universo. Afinal, aqui vivemos e conseguimos produzir frutos, encontrar a felicidade, conviver uns com os outros e o mais importante: seguir adiante. Sempre!

  Devemos redirecionar o nosso olhar, esquecer essa pieguice da Lei de Murphy e enxergar aquilo que proporciona a real existência: a bondade. Refletir sobre esse tema é como fazer uma massagem na esperança de cada um de nós. O reconforto de sua existência nos coloca de volta ao jogo da vida.

  Não precisa procurar pessoas reconhecidas pelo premio Nobel da paz para detectar a bondade. Ela é um fruto de cada ser vivo e está em toda parte, basta deixarmos florescer! Assim como a moeda tem dois lados, o ser humano também: o lado bom e o lado mau. Mas isso já virou trivialidade há muito tempo, então vamos ressignificar o termo bem pelo termo bondade.

  A partir do momento que esquecemos a competitividade externa e olhamos para os frutos individuais que podemos dar, tudo fica leve, suave, com um toque de alegria descompromissada. O bem que fazemos volta a nós mesmos. Pode não ser hoje, mas um dia voltará, fique certo disso. Enquanto isso, os sentimentos de maldade, vingança, covardia e maldade cada vez mais aquecem o mundo como gases do efeito estufa.

  Diante das chagas humanas talvez pareça ingenuidade falar em bondade, mas eu arrisco dizer que ingenuidade mesmo é acreditar numa versão pessimista do cosmos e destruir toda a chance de ser a sua melhor versão. Pense bem!

  Raquel Souza Dias.


Fotos





Paróquia Santo Afonso
Av. Santos Dumont, S/N, Mirassol, Natal-RN afonsinforme@gmail.com
Tel: 84 3615-2855
December 13, 2017, 3:09 am

kflauber@gmail.com