Noticias

14/10/2017AUTOESTIMA... Um convite para olhar o que há de mais belo, o seu interior!

Autoestima

  Palavra da vez, alias, palavra para a vida... Autoestima. É por aqui que tudo começa! Tenho a sensação que desde mocinha olho para mim e penso que sempre há algo a ser melhorado, nunca me sinto plena comigo mesma. Percebo que gosto do espelho, mas existe uma luta constante entre nós, como se quisesse encontrar algo que nem sei realmente o que é.

  O que não tenho dúvida é que admiro o belo. Ah, o belo... Sempre tão inspirador! Como uma viagem que vamos construindo, aprofundando, dando vida à imaginação para chegarmos ao plano real, mas quando vamos muito longe a realidade parece dura e sem graça demais. Difícil voltar para algo de onde, na verdade, nunca saímos... Nós mesmas.

  Noto que da minha adolescência muita coisa mudou. Tudo que vivi foi demasiadamente intenso e me fez ser a mulher que sou hoje. Sinto-me mais dona de mim, conhecedora do que penso e do que quero. Contudo, minha amiga, uma coisa não mudou e tem sido pesado demais conviver: a autoestima, ou a falta dela.

  Acredito, sinceramente, que nunca confiei verdadeiramente em mim enquanto mulher. No aspecto objetivo de fazer e realizar nunca tive problemas, sei que sou boa e que posso fazer muito com as minhas capacidades intelectuais, mas no aspecto mulher... Não me sinto bonita o suficiente, não me sinto atraente como o esperado e o pior... Não confio em mim mesma. E agora?

  Leio, observo, questiono, analiso e não consigo encontrar uma resposta para ser assim, pois sempre recebi atenção, carinho e amor. Tem horas que o mundo parece estar aos meus pés e tem horas que todos parecem ter me virado as costas. Mas agora, caro leitora, eu imagino ter conseguido uma luz para resolver esse dilema... A bendita autoestima.

  Pelo que venho concluindo, posso dizer que o problema nunca esteve com os outros. Não! O problema sempre esteve na minha cabeça. Não aprendi a admirar sem idolatrar e, consequentemente, me desvalorizar. Eis a questão de toda a confusão.

  Essa viagem interior é pesada e pode ser dura demais, porém, agora sei que é imprescindível. Vamos dizer não a tudo que não formos prioridade. Quer um conselho? Olhe mais para si mesma! Pare de pensar no que é melhor para os outros ou no que eles estão fazendo ou como a vida deles pode ser interessante. Ei, pare!

  Olhe-se no espelho e descubra-se. É a sua vida. Seja você acima de tudo e deixe que os outros que queiram estar perto de você que sejam apenas complemento da sua historia e telespectadores da sua vida. Assim, minha amiga, vamos assumir um pacto? Bem, eu nunca fiz isso antes, mas agora sinto que precisamos fazer isso juntas. Eu aqui e você aí.

  Adivinha o nome do pacto? Isso mesmo, o pacto da autoestima. Consiste no seguinte: vamos rever nossos objetivos, assumi-los com unhas e dentes e não permitir que nada nos afaste da trajetória; vamos seguindo matando o leão de cada dia; respeite-se; ame-se e valorize-se porque você é a estrela da sua vida. Quem quiser ser abrilhantado pela sua luz, que se aproxime! Aproveite, também, para fazer as pazes definitivas com o espelho.

  Se eu pudesse dar-lhe um ultimo conselho, diria para você construir o hoje com a maior verdade e com todo o esforço possível, pois o futuro... Ah, esse virar por si só. Sim, por favor, facilite o caminho da esperança!

  Raquel Souza Dias.

  Contato: raquelpdo@ig.com.br

 


Fotos





Paróquia Santo Afonso
Av. Santos Dumont, S/N, Mirassol, Natal-RN afonsinforme@gmail.com
Tel: 84 3615-2855
April 24, 2018, 1:34 am

kflauber@gmail.com